segunda-feira, 5 de junho de 2017

Sempre, Cruel Senhora, Receei

       



Luís Vaz de Camões - Soneto 143 - Sempre, Cruel Senhora, Receei


Sempre, cruel Senhora, receei,
Medindo vossa grã desconfiança,
Que desse em desamor vossa tardança,
E que me perdesse eu, pois vos amei.

Perca-se, enfim, já tudo o que esperei,
Pois noutro amor já tendes esperança.
Tão patente será vossa mudança,
Quanto eu encobri sempre o que vos dei.

Dei-vos a alma, a vida e o sentido;
De tudo o que em mim há vos fiz senhora.
Prometeis, e negais o mesmo Amor.

Agora tal estou, que de perdido,
Não sei por onde vou, mas alguma hora
Vos dará tal lembrança grande dor.


Conteúdo completo disponível em:






Links:


Despacito Remix - Luis Fonsi Feat. Justin Bieber, Daddy Yankee

I'm The One - DJ Khaled Featuring Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper & Lil Wayne

Bíblia Online

Poetry in English

Poesia em Espanhol

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

History in 1 Minute

Áudio Livro - Sanderlei

Billboard Hot 100 | Song Lyrics - Letras de Músicas

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças

Santa Catarina - Conheça seu Estado

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Obra completa de Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Top 10 BLOGs by Sanderlei Silveira



Maras - Peru - Just Go #JustGo - Sanderlei

As festas populares no estado do Paraná PR

Os ciclos da economia do Mato Grosso do Sul MS

A escultura, depois de Alexander Calder

As festas populares no estado de São Paulo SP

As festas populares em Santa Catarina SC

Despacito Remix - Luis Fonsi Feat. Justin Bieber, Daddy Yankee - Letra Musica - Tradução em Português

Carmen de Boheme - Hart Crane - Poetry, Poem

Poem 11 - Abid ibn al-Abras

The Dark - Ellen M. H. Gates


Nenhum comentário:

Postar um comentário