terça-feira, 6 de junho de 2017

Fiou se o Coração, de Muito Isento

       



Luís Vaz de Camões - Soneto 66 - Fiou se o Coração, de Muito Isento


Fiou-se o coração, de muito isento
de si, cuidando mal que tomaria
tão ilícito amor tal ousadia,
tal modo nunca visto de tormento.

Mas os olhos pintaram tão a tento
outros que visto têm, na fantasia,
que a razão, temerosa do que via,
fugiu, deixando o campo ao pensamento.

Ó Hipólito casto que, de jeito,
de Fedra, tua madrasta, foste amado,
que não sabia ter nenhum respeito!

Em mim vingou o Amor teu casto peito;
mas está desse agravo tão vingado,
que se arrepende já do que tem feito.


Conteúdo completo disponível em:






Links:


Just Go #JustGo - Sanderlei Silveira - Viagem Volta ao Mundo

Despacito Remix - Luis Fonsi Feat. Justin Bieber, Daddy Yankee

I'm The One - DJ Khaled Featuring Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper & Lil Wayne

Bíblia Online

Poetry in English

Poesia em Espanhol

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

History in 1 Minute

Áudio Livro - Sanderlei

Billboard Hot 100 | Song Lyrics - Letras de Músicas

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças

Santa Catarina - Conheça seu Estado

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Obra completa de Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Migos:


Culture - Migos featuring DJ Khaled

Top 10 BLOGs by Sanderlei Silveira


Tambomachay - Peru - Just Go #JustGo - Sanderlei

Culture - Migos featuring DJ Khaled

Culture - Migos featuring DJ Khaled - Letra Musica - Tradução em Português

Mein Kampf (Minha luta) - Adolf Hitler - PDF Download em Português

Macunaíma PDF - Mário de Andrade

As festas populares no estado do Paraná PR

Os ciclos da economia do Mato Grosso do Sul MS

A escultura, depois de Alexander Calder

As festas populares no estado de São Paulo SP

As festas populares em Santa Catarina SC

Carmen de Boheme - Hart Crane - Poetry, Poem


Nenhum comentário:

Postar um comentário